Visitantes

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

10 questões sobre demografia - vestibular

IFTO

1 - Leia a definição abaixo e analise a tabela.
“A palavra população vem do latim populatione, e segundo o Novo Dicionário Aurélio da Língua
Portuguesa e pode ser definida como “1. O conjunto de habitantes de um território, de um país,
de uma região, de uma cidade [...] 2. O número desses habitantes [...].” Por essa breve definição, pode- se perceber que o estudo da população é de extrema importância no estabelecimento de políticas sociais e econômicas de um espaço. O Brasil é um dos cinco países com maiores populações do mundo, superado apenas pela China, Índia, Estados Unidos da América e Indonésia.”

Numa comparação entre os dois, é correto afirmar
que:
a) O Brasil é super populoso e pouco povoado, enquanto a Alemanha é populosa e super povoada.
b) O Brasil é populoso e super povoado, enquanto a Itália é pouco populosa e super povoada.
c) O Brasil é pouco populoso e povoado, enquanto a Itália é super populosa e pouco povoada.
d) O Brasil é super populoso e super povoado, enquanto a Itália é super populosa e pouco
povoada.
e) O Brasil é pouco populoso e pouco povoado,
enquanto a Itália é populosa e povoada.

IFG

2 - Conforme os dados do IBGE (2010) a População Economicamente Ativa foi de 22,3 milhões. Na comparação anual, houve alta no contingente da indústria extrativa, na transformação e distribuição de eletricidade, gás e água, nos serviços prestados, nos aluguéis, dentre outros. Analisando o trecho acima com os seus saberes é correto afirmar que:

a) Na População Economicamente Ativa são incluídas pessoas acima de 18 anos que trabalham, com exceção dos desempregados.
b) De setembro de 2009 a setembro de 2010 diminuiu a taxa de rendimentos e ocupação de pessoas.
c) A inserção da mulher no mercado de trabalho é um fator irrelevante para a mensuração da variação do rendimento familiar.
d) População economicamente inativa (PEI) corresponde à parcela da população que não está empregada como crianças, idosos, deficientes, estudantes, ou que não exercem atividades remuneradas como donas de
casa.
e) Infere-se que um dos motivos para o decréscimo do rendimento real habitual
poderia ser a instalação de UHE’s gerando emprego e renda.

3 - Observe os dados da tabela a seguir.










Por meio dos dados apresentados e de seus conhecimentos sobre os aspectos da população mundial, é correto afirmar que:
a) EUA e Brasil apresentam a mesma taxa de fecundidade.
b) A população vai aumentar apenas em países considerados muito ricos.
c) O crescimento vegetativo é positivo nos países desenvolvidos e subdesenvolvidos.
d) Com base nos dados, a população mundial deverá se reduzir nos próximos dez anos.
e) O crescimento reduzido na Rússia deve-se à enorme extensão territorial do país.

4 - Década após década, vem diminuindo o numero de filhos por mulher no Brasil. No século XIX, eram sete filhos por mulher; na década de 1960, eram 6,2; na década de 1980, eram 4,1; em 1991, eram 2,9 filhos por mulher e em, 1996, eram 2,32.
Assinale a alternativa que melhor explica essa tendência.
a) Campanhas publicitárias oficiais incentivando o controle da natalidade.
b) Criação de leis que dificultam benefícios sociais para famílias com mais de dois filhos.
c) Dificultação dos casamentos entre pessoas muito jovens, através de leis especificas.

IFMT

5 - “ONDE ESTÃO AS CRIANÇAS PAULISTANAS?
A cada ano, menos crianças são vistas nas ruas, parquinhos e playgrounds de condomínios de São Paulo,
reflexo da tendência de queda de fecundidade que coloca regiões de maior renda, como Vila Mariana e Pinheiros – em que o número de filhos por mulher caiu a 1,4 e 1,3, respectivamente – com padrões do Japão e dos países
mais ricos da Europa.”
(TERRA, Lígia. Conexões – estudos de Geografia geral e do Brasil. v. 1. São Paulo: Moderna, 2010. p. 243.)
Sobre os aspectos que caracterizam a dinâmica populacional brasileira nos últimos anos, é correto dizer que:
a) a taxa de natalidade brasileira caiu nos últimos anos exclusivamente nos grandes centros, como São Paulo e Rio de Janeiro, devido à necessidade de trabalho das mulheres.
b) a queda da taxa de natalidade ocorre em todo o país, independentemente do poder aquisitivo e da localizaçãode moradia, atingindo o que se conhece como crescimento vegetativo negativo.
c) no caso brasileiro, a queda na taxa de fecundidade leva, a longo prazo, a uma proporção maior de população adulta, fazendo o país perder o título de país jovem e apresentar um estreitamento na base da pirâmide etária.
d) a taxa de fecundidade menor que dois filhos por mulher indica a manutenção da população sem a necessidade de migração, embora mostre uma pirâmide de base estreita.
e) a taxa de fecundidade aumentando, o que aconteceu a partir da década de 1960, fez cair a taxa de crescimento demográfico vegetativo do país.


6 - “O BRASIL ESCAPOU DA SUPERPOPULAÇÃO
O país já teve taxa de fecundidade de nação africana – 5,8 filhos por mulher, em 1970. Se essa taxa se mantivesse, a população hoje seria de 300 milhões de habitantes. Como essa taxa caiu para 1,8 filho por mulher, a população atual é de 193 milhões. [...]”
(REVISTA VEJA. São Paulo: Ed. Abril, a. 43, n. 27, p. 97, 7 jul. 2010.)
A taxa de fecundidade é um dos fatores da dinâmica populacional e reflete várias tendências da sociedade brasileira e mesmo mundial. Escolha a alternativa correta sobre a demografia e sua dinâmica:
a) O crescimento da população mundial sempre causou polêmicas. No século XVIII, Thomas Malthus já alertava
sobre a falta de alimentos para uma população mundial que cresceria descontroladamente e divulgou a sua teoria demográfica. Essa teoria não foi mais utilizada, uma vez que a produção de alimentos atende a toda a população mundial.
b) O custo de formação do indivíduo é maior nos países desenvolvidos em razão da necessidade de dar educação mais completa, de maior quantidade de roupas, material escolar, aparelhos eletrônicos e proibição
de trabalho para menores. Tudo isso pode levar a um aumento da taxa de natalidade.
c) O superpovoamento é sempre relativo e se altera com as mudanças econômicas, sociais e tecnológicas. Os países mais desenvolvidos foram os primeiros a terem suas taxas de natalidade em declínio, e um aumento da expectativa de vida, seguidos de imediato pelos países mais pobres.
d) Quando a taxa de fecundidade de um país é muito baixa (inferior a 2,1%), compromete a reposição da população que morre, ocorrendo, muitas vezes, falta de mão-de-obra e levando a um incentivo às migrações.
e) A dinâmica demográfica dos homens pode ser explicada somente pelos mecanismos naturais, desconsiderando os mecanismos culturais e econômicos de regulação.

IFPE

7 - É correto afirmar-se sobre as características atuais da estrutura da população brasileira:
A) No Brasil, o crescimento vegetativo ou natural continua apresentando índices muito baixos, típicos de países desenvolvidos.
B) De 1992 para 2001, a participação dos menores de 10 anos na população total vem aumentando de 18,7% para 22,1%.
C) A atual estrutura da população brasileira apresenta aumento das taxas de natalidade e de mortalidade e redução da expectativa de vida.
D) No processo de transição demográfica, vem aumentando a participação da população de jovens e reduzindo-se a de idosos no conjunto total da população.
E) No processo de transição demográfica, vem se reduzindo a participação da população jovem e aumentando a de idosos no conjunto total da população.

IFCE

8 - Sobre a política demográfica brasileira, analise as sentenças.
I. Manteve-se fortemente natalista até a década de 1950.
II. Nessa época, o governo acreditava que o alto crescimento vegetativo era fator de progresso.
III. Nenhuma política estatal de controle da natalidade foi adotada, mas o Estado apoiava os programas
de redução da natalidade.
IV. A política demográfica dos governos militares brasileiros pós-1964 foi marcada por atos
contraditórios.
Estão corretas:
A) apenas I e II.
B) apenas II e III.
C) apenas I, II e IV.
D) apenas III e IV.
E) I, II, III e IV.

UEPB

9 - “Acompanhando uma tendência mundial, o crescimento da população brasileira vem diminuindo nas últimas quatro décadas. [...] Além de estar crescendo menos, a população brasileira também apresenta
outra característica: o envelhecimento.” (Coleção Almanaque Abril. no 4. 2004. p. 4)
Este processo de mudanças no perfil da população brasileira, que é denominado “transição demográfica”, tem como características:
I. O aumento da longevidade e da queda da fecundidade e da mortalidade, sobretudo, com o progresso da medicina e das condições sanitárias.
II. A diminuição do número de filhos por famílias em razão das transformações econômicas e sociais que levaram a mulher ao mercado de trabalho.
III. A mudança no desenho da pirâmide etária brasileira que passa a apresentar base mais estreita e topo mais largo.
IV. O aumento da participação dos homens na pirâmide etária, que passaram a viver mais que as mulheres, as quais, tornaram-se mais expostas à mortalidade por homicídios e acidentes.
Estão corretas apenas as proposições
a) I, II e III.
b) III e IV.
c) I, III e IV.
d) II e III.
e) I, II e IV.

10 - A intensificação do fluxo migratório em direção aos países ricos é provocada diretamente pela globalização econômica e pelo aprofundamento das desigualdades entre pobres e ricos. Tal processo resulta
I. na “fuga de cérebros”, altamente prejudicial ao desenvolvimento dos países pobres.
II. em vultosa remessa de dólares para os países de origem dos imigrantes, que, em alguns casos, é a mais importante fonte de sobrevivência dessas nações.
III. no acirramento da xenofobia, discriminação, exploração e violência contra o imigrante.
IV. na busca de soluções, por parte dos países ricos, para legalizar a massa de imigrantes que vive na clandestinidade. Estão corretas APENAS as proposições:
a) I, II e III
b) II, III e IV
c) I e IV
d) II e III
e) I, II e IV

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Postagens populares